Buscar
  • Forum Nacional de Direito da Criança e do Adolescente

Toma posse a Nova Gestão 2021-2022 do Conanda


O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA) retoma as suas atividades e dá início ao biênio com seis meses de atraso e com número reduzido de representantes.


O Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FNDCA), entidade responsável pela articulação da Sociedade Civil e organização do processo eleitoral do CONANDA participou, na manhã desta terça-feira (22), da Assembleia de Posse dos Conselheiros(as) para o biênio 2021-2022.


A partir de agora, o Conanda terá nove assentos titulares e suplentes cada para sociedade civil e governo, com respectivos suplentes, em decorrência de julgamento do STF que declarou inconstitucionais artigos Decreto do n° 10.003/2019, porém, dentre outros pontos, reduziu a composição do Conanda de 28 membros para 18, no total.


Aberto ao público na modalidade de videoconferência, o evento foi transmitido pelas redes sociais do Conanda (YouTube e Facebook), oficializando a posse dos(as) novos(as) integrantes do Conanda, que, de forma paritária, tem a missão de congregar esforços para a construção conjunta de políticas públicas de promoção, proteção e garantia dos direitos da criança e do adolescente no Brasil no exercício democrático do controle e participação social nestas políticas.


O Secretário Nacional do FNDCA, Vicente Sossai Falchetto, ao enfatizar se tratar de uma posse tardia, já que as eleições do Conanda deveriam ter ocorrido no final de 2020, reforçou o compromisso do FNDCA em seguir na luta e mobilização social para garantir que o Conanda continue em funcionamento, “este time de conselheiros(as) é um grupo constituído a partir da articulação do FNDCA e com o compromisso de lutar para que a criança e o adolescente possam estar, de fato, exercendo a sua infância e sua adolescência, sem ter seus direitos violados, como no trabalho infantil, por exemplo.” Falchetto reforçou ainda a missão das entidades da sociedade civil eleitas e empossadas de trabalhar para fiscalizar a execução das políticas e exercer com afinco a participação e controle social buscando “na raiz” as prioridades para a sua atuação no Colegiado.



PORTARIA Nº 1.784, DE 27 DE MAIO DE 2021 - PORTARIA Nº 1
.784, DE 27 DE MAIO DE 2021 - DOU
Download 784, DE 27 DE MAIO DE 2021 - DOU • 68KB

PORTARIA Nº 1.798, DE 8 DE JUNHO DE 2021 - PORTARIA Nº 1
.798, DE 8 DE JUNHO DE 2021 - DOU
Download 798, DE 8 DE JUNHO DE 2021 - DOU • 73KB



44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo